domingo, 24 de julho de 2016

Permaneça no lugar certo

É lindo ver mulheres conquistando espaço na sociedade. É lindo contemplar mulheres não sendo somente esposas e mães - o que já são posições grandiosas e cheias de honra, mas também excelentes profissionais. Mulheres nos tribunais, mulheres nos hospitais, mulheres nas salas de aula, mulheres empreendedoras, mulheres influentes. Isso é demais. Isso é incrível. Todavia, permita-me dizer uma coisa: isso não precisa ser a sua -  nem a minha -  razão de viver. Claro, que nós do sexo feminino devemos estudar, trabalhar, conquistar o que sonhamos através do nosso suor. Isso é louvável. Não quero aqui pregar nenhuma teoria machista, longe disso! Todavia, eu gostaria de frisar a importância em ter o equilíbrio necessário para saber lidar com toda essa liberdade que nos foi concedida ao longo dos anos.

Eu quero trabalhar, estou estudando para isso. Desejo ser uma ótima profissional na área que irei atuar e quero qualificar-me continuamente para jamais deixar a desejar. Também desejo dirigir. Porém, pense comigo: são estas aspirações que devem "conduzir" a minha vida? Sou completamente a favor do sonhos, que fique claro, sem os sonhos como poderíamos realizar coisas grandiosas? Contudo, sou muito mais a favor de preencher a minha vida com o que verdadeiramente pode me fazer feliz. Realizar-me no quesito profissional vai, com certeza, deixar-me flutuante de tão alegre, todavia a correria do trabalho, as demais cobranças... ah, podem roubar as cores alegres da minha rotina se somente ali estiver todo o meu esforço, energia, e expectativa. Não é através do caminho da materialidade que serei feliz. Porém, é por meio da minha relação íntima com Deus, em viver o Seu querer, que me sentirei absurdamente grata e realizada - mesmo que algumas vezes esteja em meio a tribulações.

Viver o que Deus tem para mim é o que realmente me trará completa paz e felicidade. Por mais que os meus sonhos sejam bonitos, os de Deus são incomparavelmente maiores. Eu só devo olhar para o futuro, sorrir e prosseguir. Meu Deus cuida de mim. Meu Deus cuida de tudo.

Se for da sua vontade que eu seja exclusivamente mãe; que assim seja. Se for da sua vontade que eu me case; que assim seja. Se for da Sua vontade que eu permaneça solteira e dedique-me arduamente à Sua obra e/ou qualifique-me ainda mais profissionalmente; que assim seja. O que importa é que eu não saia do centro da boa, perfeita e agradável vontade de Deus.

Que eu nunca esqueça... Felicidade é estar onde Deus quer que eu esteja, com quem Ele deseja - ou quem sabe tendo apenas Sua companhia, da forma que Ele que arquitetou.

Mas Ellen, será que Deus "vai se meter" na minha escolha de seguir tal profissão e até na minha decisão de ser mãe ou não? Bem, eu acredito que não é Deus quem vai escolher qual graduação você deve fazer, entretanto tenho a plena convicção que Ele é o guia perfeito, pois nos conhece mais do que nós mesmos, tal como sabe cada passo que iremos trilhar futuramente. Assim é na escolha de ser mãe ou não: a Palavra diz que filhos são bênçãos que Ele dá; por mais que essas bênçãos (Salmos 127:3) nos tragam preocupações, por que não nos renderíamos aos presentes que o Senhor nos oferece por herança? Por que rejeitaríamos o que o Pai nos concede por graça e misericórdia para um bom propósito absoluto?

Eu quero que vocês entendam - assim como eu entendi, após um longo tempo de questionamentos, que talvez a felicidade que você acha que encontrará em sua carreira, não esteja somente ali (ou na maternidade, ou em um casamento). Mas em todo o conjunto que o Pai nós concederá (se assim Ele desejar). Talvez inclua filhos ou não. Um marido ou não. E até mesmo um mestrado ou doutorado, ou não. Entretanto, mesmo assim... O Pai continuará fiel ao nos guiar pelo caminho eterno, porque essa é a Sua maior preocupação: nos ajudar a chegar ao lar celestial que durará para sempre, e o melhor; na incomparável companhia dEle. Por isso, que possamos gastar nossas energias não somente no que poderá nos trazer benefícios palpáveis, mas principalmente naquilo que jamais se acabará. Assim como, coloquemos nossas expectativas nAquele nunca nos decepcionará. Os nossos sonhos podem ser belos à vista, contudo os do Senhor - para todos nós - são coisas que olho nenhum viu e ouvido nenhum ouviu (1 Coríntios 2:9).

Que o Senhor seja o autor da nossa história, que a Sua vontade seja o título da obra, e que a Sua caneta escreva a trajetória que Ele planejou para nós. 


Medite:

O mundo e a sua cobiça passam, mas aquele que faz a vontade de Deus permanece para sempre. 
1 João 2:17


Queridas, escrevi esse post com meu coração ardendo - ao mesmo tempo que orava ao Senhor todas essas palavras escritas. Que possamos permanecer no lugar certo: no centro da vontade de Deus. Não há lugar mais seguro, belo e sublime.
Em Cristo,
Ellen Alves

segunda-feira, 18 de julho de 2016

Que Cristo seja seu tudo

"Como pode um ser humano ser ‘tudo’ para outro? Nenhuma relação humana pode suportar o fardo da divindade, e a tentativa leva a se pagar um preço alto inevitavelmente e de alguma forma para ambas as partes... Se o seu parceiro e o seu “tudo”, em seguida, qualquer falha dele se torna uma grande ameaça para você... Afinal, o que é que nós queremos quando elevamos o parceiro amoroso para uma condição de Deus? Queremos redenção – nada menos. Queremos nos livrar de nossos defeitos, de nosso sentimento de nada, queremos uma identidade... Queremos ser justificados, queremos ver que nossa vida não tem sido em vão... não era pra ser necessário, mas agora é necessário dizer que nosso parceiro não pode ser nem fazer isso” - Ernest Becker, A negação da morte ( New York, 1973) – pg 166,167

Ultimamente tenho tido a preocupação em ter as pessoas como pessoas e Deus como Deus. Como assim? Nos relacionamentos, por exemplo, quando nos identificamos muito com alguém acabamos criando laços muito fortes e nos apegando de uma forma singular à aquele ou aquela que nos ouve, nos ajuda, nos apoia, aconselha, está ali. E isso - de certa forma - acaba se tornando um problema se não houver cuidado e atenção. Por mais que eu ame alguém, por mais que eu me identifique com ele(a), que a sua companhia me faça bem, aquela pessoa jamais poderá ocupar o "patamar" de tudo em minha vida.

Pessoas traem. Pessoas erram. Pessoa magoam. Pessoas são imperfeitas! Pessoas são pessoas, isso soa redundante, eu sei, mas é a verdade. E quando - infelizmente - algo desagradável vem da parte daquele que menos esperávamos... o nosso mundo desaba. Perdemos o sentido e aquela famosa pergunta "E agora? O que eu vou fazer?" Vem à tona, aí nós lembramos de Cristo. Lembramos e percebemos que somente nEle deveria estar a nossa expectativa, porque afinal, Jesus não decepciona! Jesus surpreende! Eu já tive alguém como "meu tudo", e caramba, que estrago que ocorreu! Alguém já me considerou o mesmo, e eu decepcionei também. Sabe o que eu aprendi? Não adianta endeusarmos seres humanos, pois por mais que eles venham parecer com Jesus - se este(a) o serve - Jesus sempre será Jesus, e nós sempre seremos imperfeitas - ou imperfeitos - até nos encontrarmos com Ele.

Que Cristo seja seu tudo. Que sua expectativa e sonhos estejam depositados nEle. Ele sempre será um Deus perfeito. E todas nós imperfeitas... Até nos encontrarmos com Ele.

Deseja alguém sem defeitos? Alguém que esteja ao seu lado em todo o tempo? Que enxugue as suas lágrimas, compreenda seus dilemas, e além disso te faça sorrir sem jamais te decepcionar? Olhe para Cristo. Ele é perfeito e sempre será.

Deus é Forte:
Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu, e o principado está sobre os seus ombros, e se chamará o seu nome: Maravilhoso, Conselheiro, DEUS FORTE, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz. Isaías 9:6

Deus é Bom:
Provai, e vede que o SENHOR é bom; bem-aventurado o homem que nele confia.
Salmos 34:8

Deus é Fiel:
Saibam, portanto, que o Senhor, o seu Deus, é Deus; ele é o Deus fiel, que mantém a aliança e a bondade por mil gerações daqueles que o amam e obedecem aos seus mandamentos. 
Deuteronômio 7:9

Tudo o que você precisa... Jesus é. Não procure em alguém o que você somente pode encontrar nEle.

  • Onde nós temos colocado as nossas expectativas? 
  • Será que estamos endeusando alguém? 
  • Você já fez isso ou já ocorreu com você? 

Vamos conversar nos comentários! :D

Em Cristo, 
Ellen Alves

quarta-feira, 6 de julho de 2016

É preciso ser como Ana

Quem ainda não conhece a história de Ana? Serva temente a Deus, esposa de Elcana e estéril. Sabemos que na época que Ana vivia ser estéril significa ser "amaldiçoada" pelo Senhor. E obviamente, isso machucava o seu coração de uma maneira incalculável. Ser mãe é uma dádiva, e como ela desejava ter esse privilégio. Além disso, a outra mulher de seu esposo - Penina - a irritava de uma maneira absurda! O que tornava sua vida ainda mais difícil, mesmo com o carinho e preferência de Elcana.

No dia em que Elcana oferecia sacrifícios, dava porções à sua mulher Penina e a todos os filhos e filhas dela. Mas a Ana dava uma porção dupla, porque a amava, mesmo que o Senhor a houvesse deixado estéril. E porque o Senhor a tinha deixado estéril, sua rival a provocava continuamente, a fim de irritá-la. 1 Samuel 1:4-6

Mas eu acredito ardentemente que Ana jamais desistiu do seu sonho. Dentro dela havia uma chama que não se apagava. E ao chegar ao Templo Ana deu vasão a todo sentimento que havia em seu interior. Dor e desespero escureciam a alma da serva do Senhor, mas ela juntou todos os pedaços do seu coração e entregou ao Senhor em oração. Alguma coincidência por aqui? Assim como Ana nós temos sonhos. Assim como Ana também temos dores. E expectativa. E desespero. Assim como Ana nós desejamos Samuel ardentemente, e talvez há tanto tempo. Assim como Ana estamos esperando no Senhor e muitas vezes a única coisa que ouvimos é: silêncio. Todavia, me permita lembrar uma coisa: Deus em silêncio não significa que não está vendo. Pelo contrário, o Senhor não perde uma lágrima sua de vista. Ele é o seu principal telespectador.

Enquanto ela continuava a orar diante do Senhor, Eli observava sua boca. Como Ana orava silenciosamente, seus lábios se mexiam mas não se ouvia sua voz. Então Eli pensou que ela estivesse embriagada e lhe disse: "Até quando você continuará embriagada? Abandone o vinho! "
1 Samuel 1:12-14

A dor da alma de Ana era tão forte que a Palavra diz que ela só conseguia murmurar. E por isso foi até incompreendida pelo sacerdote Eli. Sabe de uma coisa? Nem todo mundo vai entender suas lágrimas, e até mesmo os seus sonhos, porém o Senhor compreende exatamente cada anseiozinho do seu coração. Por isso, não desanime!

Assim Ana engravidou e, no devido tempo, deu à luz um filho. E deu-lhe o nome de Samuel, dizendo: "Eu o pedi ao Senhor". Quando no ano seguinte Elcana subiu com toda a família para oferecer o sacrifício anual ao Senhor e para cumprir o seu voto, Ana não foi e disse a seu marido: "Depois que o menino for desmamado, eu o levarei e o apresentarei ao Senhor, e ele morará ali para sempre".
1 Samuel 1:20-22

Ana orou. Consegue compreender o segredo da vitória? Ela orou. Ela não optou por "quebrar o pau" com Penina. Por descontar sua frustração em Elcana. Em reclamar à Deus por sua situação. Não. Ela orou. Ela clamou - e em meio a sua dor e humildade, foi atendida! Eu quero te incentivar hoje a ter a mesma atitude que Ana. Eu mesma quero aprender a ser mais como ela. Quero entregar meus problemas ao Senhor e me comprometer com Ele verdadeiramente. Ana fez um voto ao Pai, quando Samuel desmamasse ela o levaria para morar na casa do Senhor com o sacerdote. Deus a atendeu. Porém, acha que foi fácil para ela entregar seu único filho? Não. Todavia, por sua fidelidade Deus acrescentou mais 4 filhos a sua serva! Ah, Ele é realmente maravilhoso, não?

Faça como Ana. Ao invés de brigar, ore. Ao invés de reclamar, ore. Ao invés de guardar tanta dor para si, ore. Compartilhe com o Pai seus desejos, no momento certo, se for da Sua perfeita vontade, Ele realizará. Acredite, Deus não mede esforços para trabalhar na vida dos seus filhos. Então, entregue tudo a Ele... sem reservas.

A melhor saída para qualquer dilema é a oração. 

Inclina os teus ouvidos para mim, vem livrar-me depressa! Sê minha rocha de refúgio, uma fortaleza poderosa para me salvar. Sim, tu és a minha rocha e a minha fortaleza; por amor do teu nome, conduze-me e guia-me.
Salmos 31:2,3

Recite o Salmos 31 em forma de oração, converse com o Dono do universo. Não insista em carregar fardos pesados, faça ao contrário... deite no colo de Deus e observe Ele trabalhar por você pela fé.

Em Cristo, 
Ellen Alves

sexta-feira, 3 de junho de 2016

Resenha: Jesus, o maior psicólogo que já existiu

Tenho que confessar, apesar de achar o título do livro um pouquinho apelativo... eu amei a obra! 

Deus não exige que mudemos para que ele nos ame, é porque nos ama que ele nos estimula a mudar.

Jesus, o maior psicólogo que já existiu, é uma leitura muito íntima. O que quero dizer é que acredito que cada linha do livro pode ser interpretado de diversas formas, dependendo da linha de raciocínio de cada um. Não que isso não aconteça em todas as demais leituras... Porém, neste livro a leitura se torna uma experiência muito pessoal mesmo. O autor mostra como as palavras de Jesus se assemelham a psicologia, e que na verdade, a Bíblia e ciência não são tão opostas assim.

A vida de Jesus, seus passos, suas palavras são um exemplo para se viver bem. A arrogância que nos leva a acreditar que somos superiores aos outros, tem origem no medo de sermos inferiores. 

O autor também traz reflexões sobre a nossa forma de viver. Será que vale a pena relembrar o passado? Devo perdoar uma traição? O que fazer com esse medo? Devo ir a frente com essa escolha? O que será que Jesus me aconselharia a fazer? Perguntas assim são respondidas de forma objetiva em uma linguagem bem simples e cativante. É uma leitura que nos faz perceber que não importa a religião, todos nós podemos nos beneficiar com as palavras do homem mais sábio da história. 

Onde no universo poderíamos encontrar um lugar mais seguro do que ao lado do nosso Criador? Jesus acreditava que só então poderíamos encontrar a paz de espírito.

Recomendo muitíssimo! Passei por uma apreciação bem introspectiva em cada página e aprendi demasiadamente também. Eu não imaginava que "Jesus, o maior psicólogo que já existiu" superaria a ideia de que seria apenas um livro que nos faz conhecer mais sobre Cristo através das lentes de contato da psicologia. E superou! Leia e comprove! Algumas são partes são emocionantes, outras um confronto, é o tipo de leitura que deixa o leitor inquieto a respeito de si mesmo. 

Os aspectos gráficos do livro são perfeitos. Páginas amarelinhas com uma ótima textura, diagramação muito bem organizada e um ótimo cheirinho. Sem contar que essa capa é linda, ein? Amo esse azul ♥

Jesus compreendia que os seres humanos precisam depender de Deus e dos outros para sobreviver.

Quem ai ficou curioso? Alguém já leu?

Título: Jesus, o maior psicólogo que já existiu
Autor: Mark Baker
Editora: Sextante
Nº de Páginas: 191
Compre aqui.